Responsive image
  • Responsive image

  • Uniroma
MENU

Receita – Frango com Quiabo

  Este post foi escrito por: Angélica Mauricio
  Publicado em 8 de junho de 2018 e está arquivada em Alimentação e Cultura.

O prato é tradicional da culinária mineira e vem carregado de muita história. Sua origem remete ao século XIX, época em que o estado de Minas Gerais passava por dificuldades no transporte de mercadorias alimentícias provenientes de outros estados do país. Os ingredientes utilizados para essa receita eram facilmente encontrados no estado e a partir daí se popularizaram.

A preparação sofreu influência de várias culturas, entre elas a indígena, africana e portuguesa; reflexo da diversidade encontrada em nosso país. Como resultado dessas culturas, a cozinha mineira é caracterizada por não utilizar temperos fortes, mas caprichar no limão e na cachaça para preparo de carnes, além de pouco sal e pouca gordura (a qual é utilizada apenas para refogar os alimentos).

O frango com quiabo é um ensopado, tipo de comida característica da culinária portuguesa trazida para o Brasil pelos colonizadores. Os ensopados eram preparados pelos colonos com carne de animais de caça ou animais criados em sítios e fazendas, como galinhas e porcos. Geralmente, eles eram acompanhados de farinha de mandioca, outro alimento típico da culinária nacional, de origem indígena. A farinha de mandioca se tornou acompanhamento obrigatório do frango com quiabo, numa preparação que os mineiros chamam de angu, uma espécie de polenta sem sabor.

Marcado pelo tempero, o sabor carrega neste prato típico um frango levemente dourado com cebola e tomate e cozido com ervas e especiarias da região. O quiabo, refogado até ficar mais sequinho, é adicionado ao frango caipira e cozido por mais cinco minutos.

Apesar de ser uma receita simples, é importante que a preparação seja feita da forma correta e com muito capricho, para não correr o risco de o sabor não ficar tão agradável assim. Por isso, segue a receita testada por nosso grupo:

INGREDIENTES:

  • 1 kg de sobre coxa ou coxa de frango sem pele
  • Suco de 1/2 limão
  • 2 dentes de alho
  • Sal a gosto
  • 3 colheres (sopa) de óleo
  • 1 cebola cortada em rodelas
  • 1 tomate sem pele e sem sementes picado
  • 500g de quiabo
  • 1 litro de água fervente

MODO DE PREPARO:

  1. Limpe o frango sem retirar a pele, tempere com alho, limão, sal e reserve.
  2. Lave os quiabos e escorra-os bem. Corte-os em pedaços de aproximadamente 2 cm. Refogue-os para diminuir a baba, caso não se incomode não precisa refogar. Reserve.
  3. Aqueça o óleo e frite os pedaços de frango até ficarem bem dourado.
  4. Na mesma panela, após retirar o frango frito, refogue a cebola e o tomate.
  5. Retorne o frango frito à panela e adicione água até cobri-lo. Deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos.
  6. Diminua o fogo, acrescente o quiabo reservado e deixe cozinhar por mais 5 minutos
  7. Ajuste o sal e a quantidade de caldo, acrescente mais água se necessário.
  8. Finalize com salsinha e sirva com o angu.

 

TEXT IN ENGLISH:

The plate is tradicional from mineira cuisine and has a lot of history. It’s origin refers to the nineteenth century, time when the state of Minas Gerais was passing thru difficuties on transporting food that came from other states. The ingredients used for this recipe were easily found in Minas Gerais and because of that became popular.

Chicken with okra was influenced by many cultures, between them the indigenous, african and portuguese; that’s a reflection of the diversity we find in Brazil. As a result of these many cultures, the mineira cuisine is characterized by not using strong spices, but to prioritize lemon and sugar cane brandy on the meat preparation, besides less salt and less fat (which is used only to braise the food).

The meal is a stew, traditional from the portuguese cuisine brought to Brazil with the colonizers. The stews were made by the settlers with game meat or meat from the animals raised on the farms, as chicken and pork. It was usually accompanied by manioc flour, another brazilian typical food, of indigenous origin. The manioc flour became a mandatory side dish, in a preparation called “angu, a kind of tasteless polenta.

Marked by it’s spice, the flavor on this dish is a responsability of the chicken slightly golden with onion and tomato, cooked with regional spices. The okra, braised until dry, it’s added to the chicken and cooked for five minutes more.

Despite a simple meal, it’s importante to cook Chicken with okra carefully. That’s why we share our recipe, tested by the group:

INGREDIENTS:

– 1 kilo of chicken

– Juice of half lemon

– 2 garlic cloves

– 500 grams of okra

– 3 soups spoon of oil

– 1 onion

– 1 peeled tomato

– 1 cup of boiled water

– Salt

HOW TO MAKE IT:

– Clean the chicken without taking off it’s skin. Add the spices (garlic, lemon, salt).

– Clean the okra, taking off all the water. Cut it into little pieces. Braise until dry.

– Warm up the oil and fry the chicken, until it’s golden. Take off the chicken and braise the onion and the tomato.

– Add the chicken again and the boiled water. Cook for tem minutes.

– Add the okra and cook for five minutes more.

– Add the salt and it’s done!

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!


 

Translate to English

English Português do Brasil

CULTURA ALIMENTAR E SAÚDE

Responsive image
Copyright © 2013-2019 A Comida é Nossa. Todos os direitos reservados.

O conteúdo deste blog está protegido pela Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International (CC BY-NC-SA 4.0).