Responsive image
  • Responsive image

  • Uniroma
MENU

Coxinha de farofa – História e receita

  Este post foi escrito por: Angélica Mauricio
  Publicado em 12 de setembro de 2018 e está arquivada em Alimentação e Cultura.

A coxinha de farofa refere-se a uma receita regionalista criada na cidade da Lapa, localizada na região metropolitana, a 70 km de Curitiba, Paraná. Ela é produzida e vendida no município de origem, chamando atenção de turistas, porém o seu surgimento causa curiosidade e é rodeado de contradições.

Segundo Matias e Mascarenhas a coxinha de farofa foi criada em festas religiosas da cidade, na qual os padres arrecadavam prendas da população recebendo galinhas com carnes endurecidas com a qual elaboravam uma farofa úmida que seria envolta por massa de pastel, recendo formato de coxa, para em seguida ser frita, sendo assim chamada de coxinha de farofa.

Existem controvérsias que proferem a criação da coxinha em uma festa típica da cidade, na qual havia venda de galinha recheada e pastel, porém acabaram as galinhas e a carne moída, restando somente farofa e a massa de pastel, para evitar desperdícios e apresentar algo a oferecer à população que prestigiava a festa, decidiram envolver a farofa com a massa do pastel em formato de coxinha e fritar, nascendo assim a coxinha de farofa.

Outra versão confirma o surgimento na Festa de São Benedito, uma festa típica da cidade, porém o motivo da criação seria para abranger a população que não havia condições financeiras para comprar o frango recheado, sendo a coxinha de farofa um produto acessível financeiramente.

Segundo jornal da cidade, A Tribuna Regional, não se pode afirmar com exatidão o ano em que foi criada a coxinha, porém o que se sabe é que ocorreu no início da década de 40, pela lapeana Maria da Glória Ribas Kuss (05/11/1901 – 19/03/1997) que uniu a massa de pastel com farofa de frango desfiado com farinha de milho (A TRIBUNA REGIONAL, 2015).

Observa-se que por mais diferentes que sejam as versões apresentadas desse salgado típico lapeano, algumas pontualidades são certas e confirmadas em todas as questões, são elas: o fato do salgado ser criado na Lapa no final dos anos 40 na época da construção do Santuário de São Benedito e na Festa de São Benedito, pela Dona Maria da Glória Kuss, primeira dama da cidade na época, e que é considerada deliciosa e fez sucesso entre a população lapeana e pelos turistas que participavam das festas.

Imagem 1: Adição de farinha ao recheio. (Foto de Camila Scardanzan). Image 1: adding flour to the filling. 

Imagem 2: Recheio pronto. (Foto de Camila Scardanzan). Image 2: filling ready. 

Imagem 3: Enrolar na massa de pastel. (Foto de Camila Scardanzan). Image 3: roll the cake batter. 

Imagem 4: Coxinha pré-pronta. (Foto de Camila Scardanzan). Image 4: coxinha pre-ready.

Imagem 5: Coxinha de farofa pronta. (Foto de Camila Scardanzan). Image 5: coxinha ready. 

 

RECEITA DE COXINHA DE FAROFA

Ingredientes:
– 2 peitos de frango desfiado – 1kg

– 1 copo (requeijão) do caldo do frango – 250ml

– 1 cebola grande – 130g

– 4 tomates (bem maduros) – 300g

– 3 ½ xícaras (chá) de farinha de milho – 800g

– Sal, salsinha e cebolinha a gosto

– Massa pronta de pastel em rolo – 500g

 

Modo de preparo:

– Em uma panela de pressão grande cozinhe o frango por aproximadamente 30 minutos com sal a gosto, posteriormente desfie-o e reserve seu caldo.

– Pique a cebola e os tomates e coloque em uma panela para fazer o molho.

– Adicione o caldo do cozimento do frango ao molho e deixe ferver.

– Coloque o frango junto ao molho.

– Deixe ferver bem, adicione a farinha e mexa por alguns minutos.

– Por último adicione a salsinha e a cebolinha, cozinhe por mais 5 minutos e reserve.

– Corte a massa de pastel em tiras com cerca de 3 cm de largura.

– Enrole a massa de pastel, cortada em tiras, no recheio ainda quente, tendo cuidado para não queimar as mãos.

– Após a massa estar enrolada no recheio, frite-a em óleo quente e saboreie-se.

 

TEXT IN ENGLISH

HISTORY:

Farofa’s coxinha refers to a regionalist recipe created in the city of Lapa, located in the metropolitan region, 70 km from Curitiba, Paraná. It is produced and sold in the municipality of origin, attracting attention of tourists, but its appearance causes curiosity and is surrounded by contradictions.

According to Matias and Mascarenhas the farofa’s coxinha was created in religious festivals of the city, in which the priests collected gifts of the population receiving hens with hardened meats with which they elaborated a moist farofa that would be surrounded by mass of pastel, recessing format of coxinha, for then to be fried, being thus called farofa’s coxinha.

There are controversies that say the creation of the coxinha in a typical party of the city, in which there was sale of stuffed chicken and pastel, but finished the chickens and the ground meat, leaving only farofa and the pastry mass, to avoid wastes and to present something to offering to the population that celebrated the party, they decided to wrap the farofa with the mass of the cake in the shape of a pudding and to fry, thus giving rise to the farofa’s coxinha.

Another version confirms the appearance at the Feast of St. Benedict, a feast typical of the city, but the reason for the creation would be to cover the population that did not have the financial conditions to buy the stuffed chicken, the farofa coxinha being a financially accessible product.

According to the newspaper of the city, A Tribuna Regional, it is not possible to say with exactness the year in which the coxinha was created, but what is known is that it occurred in the early 40’s, by the Maria da Glória Ribas Kuss (05/11 / 1901 – 03/19/1997) that united the cake batter with farofa of chicken shredded with corn flour (A REGIONAL TRIBUNE, 2015).

It is observed that, however different the versions of this typical lapean salty are presented, some punctualities are certain and confirmed in all the questions, they are: the fact that the salty one was created in Lapa in the late 40’s at the time of the construction of the Sanctuary of São Benedito and at the Feast of St. Benedict by Dona Maria da Gloria Kuss, the first lady of the city at the time, and who is considered delicious and made a success between the lapean population and the tourists who participated in the celebrations.

 

FAROFA COOKING RECIPE:

Ingredients:
– 2 shredded chicken breasts – 1kg

– 1 cup (creamy cheese) chicken broth – 250ml

– 1 large onion – 130g

– 4 tomatoes (very ripe) – 300g

– 3 ½ cups (tea) corn flour – 800g

– Salt, parsley and chives to taste

– Ready-made cake dough – 500g

Method of preparation:

– In a large pressure cooker, cook the chicken for about 30 minutes with salt to taste, then undo it and reserve your broth.

– Chop the onion and the tomatoes and put in a saucepan to make the sauce.

– Add the broth of the chicken to the sauce and bring to the boil.

– Put the chicken next to the sauce.

– Boil well, add the flour and stir for a few minutes.

– Finally add the parsley and the spring onion, cook for another 5 minutes and set aside.

– Cut the cake batter into strips about 3 cm wide.

– Wrap the cake batter, cut into strips, into the still warm filling, being careful not to burn your hands.

– After the dough is wrapped in the filling, fry it in hot oil and savor.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (BIBLIOGRAPHIC REFERENCES)

A TRIBUNA REGIONAL. Eventos. Disponível em: <http://www.tribunaregionaldalapa.com.br/index.php?mod=3&id=7496>. Acesso em: 10 de maio de 2018

MATIAS, Lindon Fonseca; MASCARENHAS, Rúbia Gisele Tramontin. Culinária Tropeira e suas Potencialidades no Turismo dos Campos Gerais do Paraná: uma Análise nos Municípios de Castro, Lapa e Tibagi. Revista de Cultura e Turismo. v. 2, n.2, jul, 2008.

Camila Scardanzan Gurski nutricionista (2016) pela Universidade Federal do Paraná.

Regina Maria Ferreira Lang mestra em Nutrição (2009) pela Universidade Federal de São Paulo; professora do Departamento de Nutrição da Universidade Federal do Paraná.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!


 

Translate to English

English Português do Brasil

CULTURA ALIMENTAR E SAÚDE

Responsive image
Copyright © 2013-2019 A Comida é Nossa. Todos os direitos reservados.

O conteúdo deste blog está protegido pela Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International (CC BY-NC-SA 4.0).